Ios em 24 horas!

Na entrevista de hoje, Minha Praia Favorita no Mundo te leva direto para Milopotas, na ilha grega de Ios, situada no Mar Egeu, entre as ilhas de Naxos e Santorini, com apenas 18 km de extensão.

Nossa guia nessa viagem será Aline Mazzocchi, que apesar de ter muitas outras praias no coração, garante ter feito a escolha desta ilha com propriedade, mesmo tendo passado apenas 24 horas neste paraíso que vamos conhecer agora.

Aproveite porque além das histórias pessoais e muito engraçadas, compartilhadas na entrevista abaixo, tem muitas dicas sinceras e práticas, de quem realmente viveu o lugar, caso você decida passar suas próximas férias lá.

Ficha técnica da viajante-entrevistada: Aline Mazzocchi, morou dois anos e meio em Londres e perambulou de mochila por parte da Europa. Viciada em viajar, sonha em trocar a vida de coordenadora comercial/futura empresária, pela vida de turista/futura cigana.

Aline, a viajante-entrevistada da semana.

Aline, a viajante-entrevistada da semana.

Vai pra Praia! – Quanto tempo você ficou em Ios?

Aline – 24 horas. Como amar um lugar em 24 horas? Fácil. A começar que a experiência de chegar a Ios foi traumática e inesquecível.  Eu, que já “mochilava” há uns bons 40 dias, passei por uma chegada em Atenas que não me ajudou a relaxar, já que cheguei no meio das manifestações da crise econômica da Grécia em 2011. Sim, no meio do gás lacrimogêneo.

Pra fugir do tumulto, peguei a primeira balsa disponível (fazia três dias que todo o sistema de transporte estava em greve) e segui em direção a Ios, para encontrar Kelly e Jeremy, um casal australiano que tinha conhecido há alguns dias em Roma. A balsa fazia Atenas> Santorini> Ios> Atenas. Entre Santorini e Ios, trajeto de 30 minutos, peguei no sono e perdi a parada do porto de Ios, o que me renderam 17 horas em alto mar até chegar à ilha. Mas valeu. Como valeu!

A chegada a Ios é marcada pelo azul infinito do mar, destacado ainda mais pelo contraste com arquitetura rica em branco no melhor estilo grego, com seus telhados em forma de abóbadas.

Vista de dentro da balsa na chegada ao porto de Yialos.

Vista de dentro da balsa na chegada ao porto de Yialos.

Depois de um ônibus, cheguei à Milopotas, e não pude acreditar na areia purpurinada com a qual me deparei. Entrar na água era como espalhar gliter no mar, enquanto peixinhos brincam com seus pés. Piegas, sim, entretanto, a mais pura verdade.

Vista do hotel. Quem disse que mochileiro dorme mal?

Vista do hotel. Quem disse que mochileiro dorme mal?

A praia de Milopotas é um sonho. Bela, limpa e grande. Lá tem espaço pra toda a sua preguiça. Mas não é só pelas belezas naturais que esta praia se destaca. A praia conta com serviço de guarda-sol e cadeiras gratuito, ou seja, facilita um monte a vida do turista. Os bares que trabalham na proximidade da praia também atendem na areia, sem cobrar qualquer adicional por isso. Então relaxe, pegue sua Corona gelada e aproveite o que há de melhor pra fazer nas suas férias: simplesmente nada!

Vida "conturbada" de Milopotas.

Vida “conturbada” de Milopotas.

Além de ir pra praia, o que mais tem de ótimo pra fazer lá?

Milopotas tem ainda outra opção pra você que cansou de salgar e tostar o corpinho na areia. Ao cruzar a rua que dá para praia, você encontra o Far Out.

É uma mistura de Pool Club e hostel que conta com uma estrutura completa de piscina/bar/festa pra relaxar e esperar o pôr do sol. Lá os bartenders entregam na comodidade do seu colchão d’água, refrescantes frozens de daiquiris de morango. Mas cuidado! Não exagere porque, apesar de toda animação e azaração que o lugar oferece, a noite nem começou e você não vai querer perder uma noite em Ios porque bebeu demais no pós-praia.

A praia também oferece uma variedade de esportes aquáticos, dos quais eu corri longe.  O casal de amigos que fui encontrar e que, gentilmente, me abrigou no hotel cinco estrelas, optou por um dia mais selvagem a bordo de uma espécie de boia dupla puxada por uma lancha que deslizava em alta velocidade pelas águas de Milopotas. Tudo incluso no pacote: tombos, caldos, e seu próprio fotógrafo pra registrar cada momento.  Na verdade eu quase escapei deste martírio, não fosse o fato da Kelly odiar a brincadeira depois do quinto tombo. E sabe que amigo de viagem é pra boa e pra ruim. Alguém tinha de substituí-la.

boias

Outra parte bacana de Ios é que a locomoção pode ser feita por quadriciclos alugados por dia ou pacotes. Isso permite que você veja Ios de cima de morros que teria preguiça de escalar. Se bem que a vista, faz valer a pena a subida.

Vida sobre quatro rodas nas montanhas rumo a Chora , centro de Ios.

Vida sobre quatro rodas nas montanhas rumo a Chora , centro de Ios.

O que tem de bom pra comer lá?

A culinária grego-mediterrânea é de agradar olhos e paladares. Rica em frutos do mar, óleo de oliva, iogurte e especiarias. Existe forte influência da culinária italiana. E vamos combinar que nada que venha no Mediterrâneo pode ser ruim.

No centrinho de Ios, chamado de Chora, você encontra uma variedade de restaurantes de todo tipo.  Nós nos esbaldamos no Agosto que, além de um cardápio delícia e uma vasta carta de vinhos, tem um ambiente externo fofíssimo.

Terraço Agosto

Terraço Agosto

E depois do jantar? Onde é a noite?

Ios é entupida de bares, botecos e afins. A diversão é garantida. Hostels montam grupos de turistas para cobrir todo o roteiro de bares da região e, claro, aproveitar as famosas promoções de shots das mais variadas bebidas do tipo 10 por cinco. Beba 10, pague cinco e ainda ganhe uma camiseta.  Ou se preferir e tiver coragem, não deixe de experimentar o Hammer-Tequila. Você toma uma tequila e leva inteiramente grátis uma martelada na cabeça. Fique tranquilo, um capacete lhe é oferecido. Então é totalmente seguro (!?)

Os bares são, na grande maioria, bem pequenos mas agitados. É fácil encontrar várias meninas dançando sobre mesas e balcões de bares. A música é uma mistura de gostos, ritmos e pedidos em papeizinhos entregues aos DJ’s da noite.

A noite é simplesmente demais. O único problema é voltar pra casa. Mas nada como uma orientação à caneta na mão pra te ajudar a achar o caminho da cama.

Ios noite

Que tipo de gente costuma frequentar Ios?

Todo tipo. Família, casais, jovens, adultos. Entretanto, das ilhas gregas, Ios é a que mais atrai jovens turistas. Isto em virtude da qualidade e quantidade da vida noturna.  A maioria dos viajantes está de passagem entre uma ilha e outra, ou entre um país e outro, curtindo as férias. Ou seja: europeus, americanos, latinos, gente viajada, interessante e doida pra ser feliz a moda grega!

Você fez amigos lá? Conheceu o amor da sua vida?

Fiz amigos e fortaleci outros que já haviam dividido outras histórias, como o Jeremy e a Kelly.  Nesta ilha troquei mais que Facebooks.  Troquei histórias, risada, shots, passos de dança, desejos de novos encontros e momentos que hoje relembro com saudade neste blog. Amor da vida? Hmm… Próxima pergunta, por favor.

Tem alguma história engraçada, bizarra, romântica ou inesquecível pra contar de lá?

Minha passada por Ios foi rápida pra arrumar o amor da vida, mas intensa pra deixar sua marca. Depois de alguns bares, meu casal preferido seguiu para o hotel encerrando a noite e eu permaneci com outros três amigos.  Na festa, um gatinho se aproximou com a história de que era um espião americano. “Essa é sua cantada?”, perguntei, “não estou impressionada”. Na rua tomando um ar, o gatinho veio em minha direção e, desta vez, sem dizer uma palavra me beija os lábios. Pronto. Agora eu estava impressionada! “Nos vemos no próximo bar”, referindo-se ao rodízio de bares que todos estavam seguindo. Mas logo meus amigos quiseram ir para casa. No caminho, encontro novamente o gatinho que se apressa em perguntar: “aonde você vai?”. Respondi que tinha que ir embora, pois estava de carona e partiria para Istambul pela manhã. “Eu te levo para o seu hotel hoje à noite”, disse ele, “e, se me pedir, eu te levo para o porto pela manhã”, completou com um sorriso levado no rosto. Pensei comigo, seria essa a hora de me fazer de difícil?

Cinco minutos depois, soldado Ryan e eu (sim, ele era um soldado americano chamado Ryan) estávamos seguindo em seu quadriciclo sentido Milopotas.  Roupas na areia. E assim, com um banho de mar gelado sob o sol que nascia, completaram-se as que foram, sem dúvidas, as melhores 24 horas da minha vida.

Aline e soldado Ryan no porto de Ios.

Aline e soldado Ryan no porto de Ios.

O que te levaria de volta pra lá amanhã?

Tudo. De uma lua de mel a uma viagem com as amigas. Ios proporciona um leque democrático pra todo tipo de diversão.  Eu, que na época já estava acostumada a viajar sozinha, me senti abraçada pela ilha toda.  Voltaria pela oportunidade de amigos em cada esquina, pela infraestrutura ou simplesmente pela areia purpurinada.

Você moraria lá? Por quê?

Não. Sou cética em relação aos lugares que amo. Vou embora pra poder voltar. Sempre sofri a apreensão de desvalorizar um lugar pelo excesso de tempo nele. “A escassez gera a demanda”, já diriam os estudiosos. Eu preciso sentir falta. Se morasse em Ios talvez as contas pra pagar ofuscassem o azul do mar, o chuveiro queimado tiraria o prazer visual da areia purpurinada. Penso que quando estiver em Ios, quero viver Ios. Vamos combinar que a vida, infelizmente, não é feita só de prazeres, por isso, fugimos para lugares como estes de tempo em tempo.  Mas morar no paraíso e esquecer que estou lá, nem pensar. Vou embora para sentir falta.  E sinto. E vou voltar.

Te liga nos três passos principais pra chegar até lá!

  1. Avião até Atenas
  2. Balsa de Atenas até Santoniri
  3. Balsa de Santorini até Ios – Importante: NÃO COCHILE! O pessoal da balsa não vai deixar você pular na água e nadar até o porto. Acredite.

Alternativamente: se você tem dinheiro e disposição, adquira um pacote em um dos milhares de cruzeiros que saem de Atenas e percorrem todas as ilhas gregas. Assim você não perde nenhuma e não se preocupa em achar lugar pra dormir.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Ios em 24 horas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s