A vida de quem trabalha na praia

Verão. Descanso de uns, trabalho de outros e diversão de todos!

Desde que eu conheço o significado da palavra trabalho, sempre sonhei em trabalhar na praia por entender ser esta a maneira de me manter pra sempre perto do mar.

Mas isso tudo nunca passou de um sonho distante. Muitas coisas me passavam pela cabeça durante as férias na praia. Qualquer coisa que eu pudesse fazer pra não precisar nunca mais ir embora. Vender artesanato, vender cocos, bananas para os surfistas antes do surf, sanduíches naturais. Trabalhar em alguma loja de biquínis, em um restaurante, no caixa do supermercado. Isso tudo é o que passava na cabeça de uma relações públicas, querendo morar na praia.

Mas a chance de viver essa experiência diferente só rolou quando eu deixei rolar. Quando eu realmente me permiti. E aí, foi algo bem mais animador do que eu poderia esperar.

Quando comecei a trabalhar no bar Beleza Pura, na Praia do Rosa, no verão de 2013, percebi que poderia fazer algo para me manter na praia, sem perder a beira da praia. Como eu não tinha pensado nisso antes?

Beleza Pura no blog Vai pra Praia!

Barbarella no Beleza Pura!

É claro que nem tudo são pranchas, digo, flores. Quem trabalha na noite da praia, precisa ir embora antes do pôr do sol. O que pra mim é o maior sacrifício de todos, já que quase todo mundo sabe que o final de tarde na praia é meu horário preferido.

Não é possível participar das jantas com amigas assistindo novela e provando os modelitos para a festa, dos churrascos com os gatinhos e nem dos esquentas com toda a galera antes da noite. Ao contrário, enquanto todo mundo está se “esquentando”, você está lá contando quantas vodcas têm para seus amigos beberem com energético, cortando 974 limões que vão virar 764 caipiras, lavando morangos e por aí vai.

Quando todo mundo chega na festa, muita coisa já foi feita por quem trabalha na noite. E aí sim é que a correria começa. É respirar fundo, subir no salto e botar o melhor sorriso no rosto.

Nesse verão, especificamente, tenho observado algumas particularidades do comportamento humano que quero dividir com vocês:

1º Parem de chupar gelo!

Pessoal, eu não sei o que acontece com alguns homens, mas eles passam a noite inteira indo até o bar para pedir copos de gelo. Deve haver alguma explicação lógica para isso! Se a pessoa nem comprou um combo de vodca + energético, nem uma dose de uísque com energético, quer tanto gelo pra que? Não consigo entender. Preciso de uma resposta. Caso você que está me lendo seja uma dessas pessoas, por favor, dá pra explicar?

2º Os gostos estão mudando!

Enquanto as mulheres bebem latas e garrafas de cerveja como se estivessem assistindo a um jogo de futebol, os homens vêm até o bar pedir caipira de limão ou morango com adoçante. Assim como tem casais onde o homem pede um guaraná e a mulher vira uma tequila sem sal nem limão. Mínimo preconceito com nenhum desses fatos. Mas que são curiosos, isso são.

3º Capricha!

Quanto mais bêbadas as pessoas estão, mais bêbadas querem ficar. Fato. Quem nunca, né? A palavra que mais se escuta atrás do balcão é “CAPRICHA!”. Capricha no que for. Na vodca, na cerveja gelada, no mojito, na caipira… E, quando a dose é realmente caprichada, a pessoa quase chora de emoção na sua frente, como se tivesse ganhado na loteria, se sente o cliente mais preferencial da noite. Tem uns que ainda acham que a pessoa do bar se apaixonou por eles, pra ter sido tão generosa.

Há de se ter paciência com os bêbados, pois eles são muito divertidos!

Fora alguns bêbados inconvenientes que, muitas vezes passam do ponto, e o cansaço que dá ficar em pé durante tantas horas, considero essa experiência maravilhosa e ainda quero repeti-la muitas vezes!

As amigas que estão na festa sempre vão prestigiar o trabalho de perto, mantendo sempre atualizados os acontecimentos da pista. Dá para conhecer pessoas super legais e bem interessantes e fazer amigos com quem você pode sempre contar. Nesse momento, já morro de saudades de todos os meus colegas de trabalho do Beleza Pura, das histórias compartilhadas, das jantas com todos reunidos antes do trabalho e do quanto todos nós curtimos cada noite trabalhando juntos. Quero voltar muito em breve!

Fora que existem os dias de folga! E, quando isso acontece, o dia de praia é valorizado muito mais do que qualquer outro na vida. Dá para ficar na areia até a lua nascer e o chimarrão terminar. E à noite, depois de participar dos esquentas, quem está de folga vai ao bar, dizer simplesmente uma palavra para os colegas que estão trabalhando: CAPRICHA!!!

Beleza Pura no blog Vai pra Praia!

Beleza Pura – Praia do Rosa – SC

Anúncios

2 pensamentos sobre “A vida de quem trabalha na praia

  1. HAHAHHAHAHAHHAHAHHAHA. Demais, Bá. Só achei que faltou o registro dos bêbados que fazem escadinha atrás do balcão pra divertir a BArista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s