The first day!

Como foi a minha chegada no país dos cangurus.

Então, cá estou. Eu e mais duas amigas em Manly, do outro lado do mundo, no nosso primeiro dia de vida na Austrália.

Eu pensei que a viagem até aqui seria longa. Mas foi mais do que isso: foi quase torturante, quase invencível. Tantas horas dentro de um avião me fizeram perder a noção do tempo, se era dia ou noite. Devo ter tomado uns três cafés da manhã, umas duas jantas e uma caixa de Dramin. Almoço, se teve algum, não percebi.

Depois de quase dois dias de vôo, foi preciso reunir forças para carregar mais de 40kg de malas até o trem e depois até o ferry boat. Tudo para chegar de Sydney até Manly. Mas não foi só isso. Ainda foi preciso arrastar todas as malas por várias quadras até o backpacker, mesma coisa que um hostel, para quem desconhece o termo.

Vai pra Praia na Aussie

Blog Vai pra Praia chegando em terras australianas.

O backpacker é roots, tem um estilo parecido com as pousadas da Praia do Rosa. Paredes pintadas com temas de surf, pranchas desfilando por todas as partes e pessoas diferentes. Loiros, orientais, europeus, brasileiros e gaúchos.

A cidade é linda. Linda e linda. Tem uma rua principal chamada Corso, praias por todos os lados e uma atmosfera de cidade pequena, porém muito desenvolvida. Dá para caminhar arrastando os chinelos ou de salto alto, como você preferir.

Agora um parênteses sobre as pranchas. Percebo que estou em casa quando me dou conta que, neste lugar, as pranchas saem de onde menos se espera. Do mercado, do banco, dos restaurantes e, se duvidar, até de dentro da igreja. Que lugares certos esses?

A praia é cheia de musos. Porém todos usam bermudas curtas. Isso vai exigir um nível alto de desapego e de libertação dos preconceitos. Enfim, tudo é uma questão de costume.

Agora tem uma coisa não legal. Sea eagles. Um grande problema. Para quem assistiu ao filme do Nemo, são aquelas aves que ficam no peer de Sydney devorando todos os pobres peixes. E aqui em Manly elas estão por toda parte. Na beira da praia, no Corso, na frente das lojas. Eu preciso confessar que odeio aves. E essas então, lembram os quero-queros do RS. Dão uns rasantes parecidos. A beira da praia foi um pouco tensa. Não sabia o que esperar daqueles animais. Vou precisar de muito esforço para conviver em harmonia com eles. Mas ok. Aqui a turista sou eu e eles estão em casa. Por enquanto.

O dia teve beira de praia, passeio de reconhecimento do terreno, abertura de conta bancária, busca por uma nova casa, ida ao supermercado e muito cansaço.

Agora, enquanto escrevo esse post, faço forças para ficar acordada na área de convivência do hostel, socializando com outros brasileiros e alguns europeus, tentando me adaptar ao fuso-horário e a língua local.

Amanhã tem mais. Apesar de me sentir em casa por estar na praia, é uma vida nova. Toda nova. E isso cansa muito. Cansa o corpo e cansa a cabeça.

Agora o sonho chamado Austrália não é mais um sonho. Virou vida real e, como toda realidade, é difícil e dá bastante trabalho.

Manteremos contato praieiros.

See you!

Vai pra Praia na Aussie

Vai pra Praia em Manly Beach. O novo escritório.

Anúncios

4 pensamentos sobre “The first day!

  1. Adorei também amiga! Tenho a mesma vontade de ficar contando as minhas descobertas por aqui, mesmo dentro do mesmo país, as diferenças podem ser enormes!,acompanharei as aventuras de vocês… beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s