Um verão sem Brasil

Houve uma vez um verão.

Um verão de semanas gastas na Praia do Rosa, fazendo praia de dia e curtindo muito todas as noites. Onde toda esquina era ponto de encontro do “amor da vida”. Onde horas cantando músicas bizarras eram aproveitadas no engarrafamento do pedágio e em Laguna a caminho da praia. Onde as malas nunca eram desfeitas. Apenas reorganizadas. E o guarda-roupa se multiplicava pelo número de amigas que iam para praia comigo. Houve um verão em que todo o meu dinheiro foi investido em noites, cervejas, gasolina, hospedagem e planejamentos de viagens, réveillon e carnaval. Onde todo dia era dia de algo quase que inacreditável acontecer na minha vida ou de alguém bem próximo. Fatos que renderiam assunto e contatos para todo o resto do ano ou para a vida toda. Nesse mesmo verão, morando fora da praia, ficar fora do ar condicionado era teste de resistência física e a semana se arrastava até o dia de botar o pé na estrada chegar.

blog Vai pra Praia na Praia do Rosa

O horário preferido na praia preferida.

Houve uma vez esse verão que se repetiu por mais ou menos uns 15 anos e que, por ser tão amado e bom, me fez querer viver um verão pra sempre.

Veio então, um novo verão.
Do lado avesso da praia preferida, mas com outras praias no quintal de casa. Um verão com poucos dias de oito horas de praia, mas com as diárias trocas desesperadas das roupas de trabalho pelo biquíni para dar aquele mergulho libertador depois de uma longa jornada.
Era uma vez um verão em que, a quantidade de surfistas lindos era tanta que, tudo o que se queria era virar uma esquina qualquer e encontrar com um antigo “amor da vida” dos verões passados.
Um verão sem trânsito, sem carro. Mas com bicicleta, patins, skate e até uma van que virou casa por oito dias.

blog Vai pra Praia em Manly Beach

Manly Beach: o quintal de casa.

blog Vai pra Praia em Manly Beach

Van trip pela Austrália com as amigas do Brasil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Era uma vez um verão sem malas, porque não foi preciso chegar e nem partir, apenas abrir a porta da sacada, ficar e relaxar. Mas o guarda-roupa seguiu multiplicado pelo número de moradoras da casa. A estação mais linda e bronzeada do ano foi sem grandes e glamorosas festas. Afinal, quase todos os convidados já estavam em casa.

Pela primeira vez, o verão não teve carnaval. Mas teve o desfile de pranchas e show de surf e skate no Hurley Australian Open Surfing, onde o sinal do começo e fim das baterias fez todo mundo pular cedo da cama. Que fez a sacada de casa virar camarim dos atletas que iam e vinham a todo o momento trocar de prancha ou mesmo tirar um cochilo entre uma bateria e outra.

blog Vai pra Praia no Hurley Pro

Em fevereiro, em fevereiro, tem Hurley Pro

Nesse verão o ar condicionado não está fazendo falta. Aqui se dorme com as janelas abertas para a brisa e o barulho do mar entrar. Se bem que, às vezes, a gente bem queria aquele barulhinho do ar condicionado que faz dormir.
Era uma vez um verão que foi muito esperado, chegou de mansinho e, ao contrário dos últimos verões que tinham prazo pra terminar e eu, pressa pra ser feliz, vai dando doses de felicidade a cada dia. Como a lua cheia que faz a gente jantar na sacada ou demorar meia hora para pendurar a tolha depois do banho.
As companhias de sempre fazem falta imensa para dividirem e multiplicarem as histórias. Mas as sessões de terapia em grupo seguem rolando na sacada depois das festas, escola ou trabalho.

Verão 2015, Manly Beach

Verão 2015, Manly Beach

E assim vai se vivendo o verão. Sem pressa de ser feliz, sem senso de atraso, nunca com a mente quieta mas sempre com o coração tranquilo.

P.S.: para os leitores assíduos do Vai pra Praia um recado muito importante e sincero: QUANTA SAUDADES!!

Anúncios

Um pensamento sobre “Um verão sem Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s