Infinitos motivos para namorar um surfista!

Fomos pegos desprevenidos. Assim como uma onda que vem com tudo quando você está tomando sol de costas, com a parte de cima do biquíni aberta.

Revivendo a polêmica já discutida aqui no blog no post “Namorada de Surfista” (https://vaiprapraia.wordpress.com/2013/11/05/namorada-de-surfista-a-replica/), o Vai pra Praia foi requisitado mais uma vez para opinar sobre surf, praia e relacionamentos. E, claro, a gente adora! Tudo junto e misturado com muita areia, parafina e protetor solar.

A opinião que segue, não foi feita com a intenção de criticar a autora e muito menos sua visão no texto “12 motivos para nunca namorar um surfista”, publicado em http://www.redbull.com/br/pt/surfing/stories/1331725359447/12-motivos-para-nunca-namorar-um(a)-surfista.

Queremos nesse post, com todo o respeito, apresentar uma opinião contrária de um blog que ama o lifestyle da praia e tudo e todos que fazem parte dele. E, mais uma vez, deixamos todas as nossas plataformas abertas para a participação dos leitores.

12 motivos para nunca namorar um surfista! #sqn

1 – Você sempre estará em segundo plano

“Isso é porque é no oceano que está o coração deles. Não é porque ele(a) não te ama, mas sim porque eles amam ainda mais deslizar sobre paredes de água salgada. No final das contas, só existe uma coisa na cabeça deles, que somente se a previsão disser ‘condições horríveis’, será você”.

Vai pra Praia – E quem disse que para ter um relacionamento saudável você precisa ser a prioridade número um na lista da vida der alguém? Se a prioridade dos surfistas são as boas ondas, que bom! Por isso eles são surfistas e não jogadores de golf. Quem namora um surfista pode ter outras tantas prioridades na vida antes do relacionamento: carreira, amigos, família, outros esportes, cachorro, gato, periquito e muito mais. É preciso muito mais do que estar em primeiro na lista de alguém para ter e manter um bom relacionamento.

2 – Quer aprender a surfar? Espere por ser deixada(o) para trás

“A primeira vez que fizerem isso será bem romântico. Mas depois da primeira, da segunda em diante, pode ter certeza que você será deixada(o) para trás. E se você ficar brava(o), pode ter certeza que a resposta será… ‘Mas as ondas estavam muito boas’”.

Vai pra Praia – O surf é um esporte admirável e, acima de tudo individual. Assim como a patinação, como a musculação, a corrida e tantos outros. Quem quer realmente aprender a surfar não precisa de um namorado surfista e sim de um(a) instrutor(a) de surf. Claro que, nada impede que o instrutor em questão seja um gato, vocês se apaixonem e tornem-se namorados. O que, sinceramente, seria uma delícia. Mas isso é assunto para outra polêmica.

E outra: o melhor dia para aprender a surfar, seja com o namorado, com um instrutor ou sozinho, nunca vai ser um dia de boas ondas.

namorada de surfista

3 – Não espere ter momentos prazerosos com eles na praia

Surfista não vai à praia. Melhor, surfista vai à praia para entrar no mar, não para ficar na areia. Você pode ficar por horas e mais horas fritando até o por do sol, quando já, provavelmente, estará com frio esperando ele(a) sair da água. É sempre bom levar um livro, umas revistas e bastante protetor solar.

Vai pra Praia – Surfista que é surfista vai à praia sim. Ninguém escolhe o surf apenas pelo esporte em si, mas sim pelo contexto todo do ambiente. Surfista carrega a prancha em um braço e a cadeira da namorada no outro bem exibido. Surfista gosta de instalar o guarda-sol na beira da praia, para fazer sombra para a prancha, para ele e, sim, para a namorada ou mesmo para os amigos.

E, quanto a esperar por alguém na areia, óh!, que tarefa difícil essa! Se o universo do outside é maravilhoso, fora dele acontecem muitas coisas imperdíveis também. Você conhece pessoas interessantes, lê o seu livro favorito, põe o papo em dia com as amigas, ouve música, tira um cochilo, caminha, joga frescobol e inúmeras outras coisas que fazem o seu dia valer a pena e não, simplesmente, esperar por alguém.

4 – A ideia de se arrumar significa usar calça, e se você der sorte, uma camisa polo

“Para um surfista não existe o dresscode ‘esporte fino’, porque para eles, de fino só mesmo o esporte que praticam. Quanto menos roupas, melhor. Você provavelmente vai perder bastante tempo explicando por que não se deve ir a casamentos usando tênis ou chinelos”.

Vai pra Praia – Quer coisa mais linda que alguém vestindo uma calça jeans, camiseta branca e uma Havaianas pronto para sair com você aonde quer que seja? Quem precisa de camisas sociais, sapato e gel no cabelo quando se pode abraçar e beijar alguém salgado do mar com o cheirinho doce de parafina? Aqui dispensamos todas as camisas polo, com números, listras e cavalos. Obrigada. De nada.

5 – Não perca nenhuma onda que eles(as) pegarem

“Simplesmente isso. Não perca. E se perder, finja que isso não aconteceu”.

Vai pra Praia – Invista seu precioso tempo de praia admirando o surf, se essa for sua vontade. Tire fotos, se a onda valer a pena. Mas todo mundo sabe o quanto é difícil identificar cada pontinho preto na água. Relaxe. Você perdendo a onda ou não, vai ter a cobertura completa depois do banho, com a descrição detalhada de cada manobra. Só para você.

6 – A ideia de carreira deles é bem diferente da sua

“Apenas respeite isso. Eles(as) não são desfocados, ou irresponsáveis. A perspectiva de todo surfista só é diferente da sua, ‘ficar amarradão’ é prioridade número 1 para eles. O melhor trabalho para eles(as) é aquele que permita que ele esteja por mais tempo na água. Porque no fundo eles(as) sabem que um dia de bom surf vale muito mais do que qualquer dinheiro no holerite”.

Vai pra Praia – Graças à evolução dos tempos e dos seres humanos, a ideia de carreira de todos os mortais com mais de dois neurônios vêm mudando ao longo dos anos e isso não é mérito apenas do surf. Ninguém é menos inteligente ou interessado por trabalhar fora de um escritório com carpete, sem janela e paredes brancas. Todo mundo quer ter um trabalho para “ficar amarradão” e, se isso possibilitar mais horas de praia e surf, tenho certeza que a fila para a entrevista de seleção vai ser maior do que a fila para jogar na Mega Sena da Virada.

7 – Eles vão para sempre se vestir e se portar como crianças de 16 anos

“Você é tão jovem quanto se sente. E eles(as) vão se sentir para sempre como crianças no meio das férias de verão. Isso é a felicidade que traz o esporte”.

Vai pra Praia – Preciso falar de novo do cara de camiseta branca, calça jeans e Havaianas?Sim, preciso. Vou adicionar um boné nele para ficar ainda mais irresistível.

8 – Não importa o quão inteligente e bem sucedido ele seja, seus familiares nunca vão leva-los a sério

“Vai ser difícil explicar lá em casa que ele tem seus horários alternativos de trabalho e que ele, sim, fez a empresa dele bombar mesmo com seu lifestyle. No final das contas, seus pais vão sempre achar que ele só fica na praia”.

Vai pra Praia – Espera só ele mostrar aos seus pais (se é que você precisa disso), o peixe assado que ele sabe fazer e tudo o que ele entende sobre a variação das marés, dos ventos e das ondas. Espera só ele ser um pai com tempo livre para catar conchinhas e fazer castelos de areia com seu filho na beira da praia todo o final de tarde. Aí eu quero ver o que o seus pais vão dizer.

pai surfista

9 – Se o mar ficar flat por mais de uma semana, prepare-se para lidar com bastante irritação

“É assim que é. O esporte depende da natureza, mas nem sempre ele(a) tem cabeça para lidar com isso. Muitas vezes ele vai ficar bastante irritado com a falta de ondas”.

Vai pra Praia – Assim como a TPM atormenta o humor das mulheres todo o mês, os surfistas sofrem sim com a falta de ondas. Principalmente quando vão embora da praia no domingo e o swell entra com tudo na segunda-feira. Muito azar, não? Não se ele tiver uma namorada cheia de boas ideias do lado para fazê-lo pensar em coisas bem melhores até a chegada do próximo swell.

10 – Eles vão desaparecer do planeta por horas

“Até que existam celulares realmente a prova d’água, você vai passar nervoso. Melhor dizendo, mesmo quando essa tecnologia for uma realidade, você vai passar nervoso. Por que eles(as) não vão querer levar celular neste momento de puro contato com a natureza. Então, pode ter certeza, que você vai ser ignorada(o) por horas a fio no Whatsapp. E não se preocupe, ele(a) realmente estava surfando, pois nada o interessa mais do que isso”.

Vai pra Praia – Aqui só um apelo: queridos surfistas! Mesmo que existam celulares à prova d’água, não os levem para o surf. Todo mundo sabe que vocês vão voltar mais cedo ou tarde. E, em caso de emergência, sabemos que os salva-vidas estão de olho.

11 – Você nunca vai sair para jantar em lugares chiquérrimos

“Mas isso você vai perdoar, pois surfistas tem um romantismo muito mais interessante e aventureiro”.

Vai pra Praia – Bom, nesse caso, você está focada no público errado. Sugiro começar a frequentar campos de golf ou quadras de tênis.

12 – Você sempre irá quebrar essa regra de ‘nunca namorar um(a) surfista’

“Tirando todos esses contratempos que você terá que enfrentar, não existem pessoas mais espontâneas, corajosas, humildes e que sabem viver a vida do que surfistas. Muito provavelmente, se você topar com um(a) ao longo da sua vida, no mínimo, vai aprender bastante coisa”.

Vai pra Praia – Existem pessoas espontâneas, corajosas e humildes em todos os cantos desse planeta sejam elas surfistas, advogados ou paraquedistas. A escolha de namorar um surfista ou não, vai muito além do que envolve o lifestyle dele. Essa escolha tem mais a ver com o seu lifestyle e com o que você quer para a sua vida e para o seu relacionamento. Ninguém é feliz na beira da praia apenas esperando por alguém. Assim como ninguém consegue relaxar completamente dentro d’água sabendo que tem alguém do lado de fora fazendo pressão para você sair. Aliás, ninguém que dedica minutos da vida esperando por alguém em qualquer cenário consegue ser feliz.

Quando a praia, dentro ou fora d’água, é o seu habitat natural, esperar por aquele pontinho preto que sai do mar, sacudindo o cabelo salgado, enrolando o lash na prancha e sorrindo em sua direção, é o sacrifício mais prazeroso que uma namorada de surfista pode fazer.

Namorada de surfista no blog Vai pra Praia!

Anúncios

3 pensamentos sobre “Infinitos motivos para namorar um surfista!

  1. Bom dia!
    Essa semana também topei com o texto sobre não namorar um surfista.
    Antes quando eu não namorava um surfista eu achava o máximo, ver aquelas garotas acompanhando seus namorados, deitadas na areia, se divertindo entre meninas, tirando fotos ou apenas se bronzeando.
    Eu ainda não sabia que às vezes, elas passavam horas e horas sentadas ali na praia, que acordavam cedo, aproveitavam o sol da manhã, sofriam com o ardido das 10h, almoçavam por lá e muitas vezes viam o sol ir embora, sentiam o frio da tarde chegar, e seus namorados lá no outsite.
    Nas primeiras vezes em que fui pra praia com ele, foi mais ou menos assim.
    Mas… há um ponto interessante que, de vez em quando, fica de lado. Se eu escolhi namorar ele é porque temos algo em comum, ideias, sonhos, hobbys, planos etc.
    Alguns acreditam na frase “Os opostos se atraem”, eu não acredito. Ser oposto ao outro é ficar de cara emburrada quando o cara propõe um fds roots e a garota quer um hotel 5 estrelas, um dos dois irá de má vontade! E quando um gosta do convívio com os amigos e o outro quer apenas programas a dois? Briga na certa! Ser vegetariano e o outro um verdadeiro carnívoro… E o estilo de música? Não definitivamente para mim isso não funciona.
    Claro que no início os dois podem ceder aos programas dos outros, mas isso não significa que eles estão totalmente felizes. Depois de um tempo, um dos dois vai começar a notar que esses programas não são a cara dele, e que viver a vida toda se esforçando para agradar o outro cansa. Sim, cansa, eu sei bem disso, de outras experiências.
    Voltando ao assunto, se escolhi namorar ele é porque temos coisas em comum, cerveja, praia, trips, amigos, família, alimentação, são muitos pontos. Um dos principais é justamente o esporte!
    Me senti realmente orgulhosa de vê-lo no mar, remar, remar, remar e entrar na onda, fazer até o fim e depois acenar pra mim antes de mergulhar!
    Minha vontade era estar lá com ele, não demorei muito e falei – E aí, quando você vai me levar lá pra dentro com? (Claro, o surf não é apenas para garotos) Seus olhos brilharam! Eu pensava secretamente – Ele não terá paciência, vou atrapalhar etc… Mas esses pensamentos logo foram embora, foram embora quando comecei a notar a paciência em me ensinar a subir na prancha, passar a arrebentação, e foram muitas e muitas vezes. Eu ainda sou sua aprendiz, todos os fds, com ou sem ondas ele com toda paciência e amor do mundo me ajuda, me salva, me coloca nas ondas! Me explica sobre as ondas, o vento, os equipamentos. Perde algumas ondas pra me ver entrar em uma e tentar me equilibrar.
    Eu ainda não sei tudo que preciso, mas a sensação de estar no mar e sentir o vento no rosto quando a onda de leva é demais!
    Quando o mar está grande, eu digo – Vai lá gato arrebenta! Vou ficar te olhando daqui! Não quero me arriscar em ondas que não posso e muito menos fazer com que ele perca seus momentos de felicidade em cima da prancha!
    É uma parceria, eu entendo ele e ele me entende. Ele me entende quando eu estou exausta e não consigo mais acompanha-lo e olha que resisto bravamente! Eu entendo quando o mar está pra ele e não pra mim, eu tomo sol, patino na orla, corro, ou simplesmente sento e fico tentando achá-lo no mar!
    Quem não tem paciência pra ensinar a surfar não terá paciência para ensinar qualquer outra coisa, não é o surf, é a característica de cada um.
    Sou muito feliz por namorar um surfista, muito orgulhosa de vê-lo no mar e mais feliz ainda por ver que ele com todo amor me ensina e compartilha comigo um dos seus maiores prazeres da vida, o surf, ele em seu lugar e eu no meu!
    Um dia eu vou subir em uma onda assim como ele, e ir até o fim, neste dia eu sei que vou sentir a maior felicidade do mundo, a maior gratidão a ele e o que mais me anima, sei que ele ficará duas vezes mais feliz que eu, que seu sorriso não caberá no rosto e que vou ganhar o melhor beijo do mundo!
    Hoje é sexta, logo mais estaremos na areia, caminhando de mãos dadas e na outra mão cada um com sua prancha! ;)
    Sou feliz por namorar um surfista!

    • Que alegria ler esse comentário! Encheu meu coração de felicidade! Ninguém precisa concordar em tudo, mas saber que tem alguém no mundo que entendeu exatamente o que o post quis levar aos leitores, faz o blo querer sempre mais!
      Muito obrigada e boa praia!
      Um abraço.
      Bárbara

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s